Video 4K – Saiba por que será bom também para fotógrafos.

Cinema 4k - O mix do video com a fotografia

O cinema 4K veio pra ficar. As mais novas TVs já começam a serem lançadas com 4K de resolução.

Para quem não sabe, 4K é o equivalente a praticamente 9 megapixels (4096 x 2160px)

Imagina então um vídeo com resolução de 9 megapixels e tudo o que você consegue extrair disso…

Vou dar uma ajudinha com algumas coisas que passam pela minha cabeça:

1 – O CROP

Assim como ter uma câmera de 18 megapixels é legal para que se possa cropar (cortar) a imagem e aproveitar apenas o que mais interessa, editar video 4K para dar saída em 1080p (1920x1080px) é também ter margem o suficiente para aproveitar apenas parte do quadro na pós produção.

 

2 – 4K PROGRESSIVO

O “p” do 1080p, significa que o vídeo é captado de forma “Progressiva”. Quando não é progressivo, o video é “i” de Interlaced, ou entrelaçado (1080i ou 720i). O problema maior acontece quando se pausa a imagem. Aí se percebe nítidamente as linhas horizontais por conta dos campos (fields). Quem aí ainda lembra da imagem das fitas em VHS quando eram pausadas?

Acontece que nos videos progressivos, toda a tela é preenchida, em cada um dos 24 ou 30 “frames” (quadros)  por segundo.

Você deve estar se perguntando: OK, mas isso não é nenhuma novidade! E aí? Onde quer chegar?

Onde eu quero chegar é que agora teremos 24 – 30 fotos por segundo de uma imagem de 12 megapixels. Qualidade suficiente para fazer impressões de um álbum de casamento, por exemplo.

Onde entra a inovação? Imagine-se filmando o casamento ao invés de simplesmente fotografá-lo. Você poderá escolher o melhor quadro. Aquele em que o casal sorriu ou não piscou. Você terá 30 fotos para escolher a cada segundo. E aí? Agora soa interessante, né?

Imagine as empresas de produção de vídeo de casamento agora competindo com os fotógrafos na produção dos álbuns? Imagina você fotógrafo de casamento filmando e não apenas fotografando?

Imagine você filmar pequenos trechos, a cada novo ângulo que buscar. Acredito que está por vir uma nova era para fotógrafos profissionais e, mais futuramente, amadores.

Você filma e simplesmente escolhe um quadro para impressão. Simples, prático e eficiente.

3) RAW EM VIDEO 4K

Eu não tenho dúvidas de que as câmeras mais profissionais darão a oportunidade de gravar vídeos 4k em RAW, assim como fazemos com as fotos. Assim teremos mais recursos de correção de cores, redução de ruído, ganho de nitidez, redução de aberração cromática, etc.

4) NOVA LEVA DE SUPER CARTÕES DE MEMÓRIA

Com o aumento gigantesco na quantidade de megabytes gravados por segundo, será mandatório que as empresas desenvolvedoras de cartões de memória expandam seus horizontes para números nunca antes vistos. Cartões de 128GB e 256GB já são realidade. A tendência é de que venham os cartões de 512 e até 1TB.
Aliás, hoje mesmo a Sandisk lançou o primeiro pendrive USB3.0 de 1TB. Os preços ainda são exorbitantes. Quem sabe em 2 ou 3 anos eles não fiquem tão baratos quanto os de 64GB hoje? É esperar pra ver.

5) 84″ 3D com 4K

Se uma TV de 42″ FullHD pode parecer um quadro de tão perfeita a imagem, imagina uma tela de 84″ com resolução 4K.

Esta tecnologia já existe e foi lançada há não muito tempo. Tive a oportunidade de ver uma de perto e a sensação é absurdamente impressionante. Não teremos mais “quadros” digitais em nossas casas, teremos verdadeiros painéis. Mais incrível do que isso só a 85″ 8k da Sharp. Sim…. 8k, ou seja, 7680 x 4320 pixels!!

Exposições fotográficas, videográficas e/ou interativas poderão ganhar outro nível de percepção! E olha que nem falei do 3D!

No 3D, quanto maior a tela, melhor a percepção por parte do espectador. As produções em 3D são ajustadas para cada tamanho de tela. Não dá pra colocar um filme em 3D feito pra cinema numa tela de 4″. O efeito quase não será percebido.

E para os que se animaram com a ideia, a RED já produz câmera que grava 4K com saída em RAW e a Canon possui basicamente dois modelos: Canon C500 que grava 4K Raw e a Canon 1D C, que também grava em 4K, mas não dá saída em RAW.

Os preços começam em 11mil doletas (1D C) e chegam a mais de 25 mil dólares. E aí? Vai encarar? :)