Comparativo entre ponto flutuante (floating points) e ponto fixo (integer)

Conforme prometido, preparei mais um vídeo demonstrando os tais “pontos flutuantes” e seus benefícios. É absolutamente incrível!!!

Se você está na dúvida se usa 32 ou 64 bit FP, fique sabendo que o aumento real no processamento ou uso de memória é inexistente ou imperceptível.
Agora, com a quantidade de processamento de plugins ao longo das pistas, PODE SER que em 32 Bit FP apareça alguma diferença audível por conta dos erros de quantização. PODE SER!

Por garantia, deixa nos 64 Bit FP (floating point) que não faz a menor diferença pro computador e você tem o melhor processamento possível pras suas mixes.

Lembrando que:
Em 24 bit, por exemplo, o SNR (signal to noise ratio – relação sinal/ruído) é variável.
Quando trabalhamos em 24 bit, temos 144 dB de faixa dinâmica, que vai do 0 dB FS até -144 dB FS.
Se o sinal está em -50 dB FS, você passa a ter 94 dB (144 – 50) de SNR. Então, quanto mais baixo o sinal, mais perto do ruído este sinal estará (menor será a relação sinal/ruído).

com 32 ou 64 bit FP o SNR é fixo, ou seja, acompanha o volume de cada sample.
Se temos X dB até o ruído, você terá sempre estes mesmos X dB até o ruído, não importa o volume.

Resumindo, o ruído em ponto flutuante flutua junto com o volume do sinal de forma constante – O que é maravilhoso!
Veja no vídeo o resultado prático desta história:

 

Grande abraço e até o próximo post!

Daniel Farjoun
www.danielfarjoun.com
www.musilab.com.br