USB 3.0 – PRODUTIVIDADE E BACKUP

Quem trabalha com produção de vídeo, áudio ou até mesmo com fotografia, vai adorar este artigo.

Recebi um produto hoje que me fez repensar uma série de procedimentos internos no que diz respeito a backup e ganho de produtividade.

Todos nós sabemos que espaço livre em disco rígido vai embora que nem água.
Quem trabalha com vídeo vive este problema diariamente.
Não é incomum termos produções em vídeo que ultrapassam 100, 200GB de dados. Isto por trabalho. Imagine ao longo do mês… do ano.

Por outro lado, penso naqueles que possuem notebooks e não têm a flexibilidade de tirar e incluir um novo HD 7200RPM de 2TB vez ou outra. É fato que a grande maioria dos HD’s internos dos notebooks têm 5400RPM e são mais lentos para tarefas mais pesadas como edição de vídeo. Principalmente quem trabalha com vídeo 3D que demanda o dobro de informação sendo lida e processada em tempo real (ou pelo menos deveria ser em tempo real).

HD’s externos costumam ter conexão USB2.0, o que por sua vez limita o uso destes equipamentos devido a uma velocidade relativamente baixa de transferência de dados (480 MBit/s).

É aqui que entra a conexão USB3.0. Chegou no mercado e, pelo visto, veio pra ficar.
Ela oferece taxa de transferência de dados de até 5 Gbit/s (10x mais rápida do que a USB 2.0), o que viabiliza, por exemplo, editar vídeo direto de HD’s externos.
O mesmo vale para aquela gravação ou mixagem com mais de 50.. 80 pistas de áudio sendo lidas e processadas em tempo real.

Se você ainda vai comprar seu próximo computador ou notebook, procure por aqueles que já possuem conexão USB3.0 (ex: Novas linhas de Macbooks Pro e Air). Já é uma realidade e, ao que tudo indica, será amplamente usada pelo mercado.

A conexão USB3.0 é também compatível com dispositivos USB2.0, então não se preocupe com o seu HD externo USB2.0. Ele vai funcionar perfeitamente, só que na mesma velocidade de sempre (480Mbit/s).

Para quem possui computador desktop (aquele grande de mesa), existe a opção de se inserir uma placa PCI-Express (PCI-E) para adicionar 1, 2 ou até 4 novas portas USB3.0.
Estes equipamentos podem ser facilmente encontrados no mercado livre (procure por “usb3.0 pci”) ou em sites como o Dealextreme.com.

Eu comprei este modelo aqui (http://dx.com/p/2-port-usb-3-0-superspeed-pci-e-controller-card-35681) e com R$26,00 resolvi meu problema.

A grande questão é: De que adianta ter a conexão USB3.0 se eu só tenho HD SATA ou Externo?

Agora é que vem a parte interessante.
Infelizmente, desconheço soluções para que os seus HD’s externos USB2.0 funcionem como 3.0.
Por outro lado, todos sabem que HD’s externos são consideravelmente mais caros do que os “internos”.

Se você comprar HD’s internos (do tipo SATA 2 ou SATA 3), além de economizar, terá uma maior flexibilidade em seu uso.
Você poderá usá-los dentro de seu desktop e, se você não possui um computador “desktop”, poderá usar uma das diversas soluções disponíveis no mercado para transformá-los em HD’s externos.

A solução mais conhecida é com o uso de “cases”. São caixas de alumínio ou plástico onde você coloca o seu HD, fecha e ele fica em cima da sua mesa como se fosse um HD externo (só que maior). Tem o inconveniente de ter que abrir e fechar a caixa toda vez que for trocar de HD e ainda é comum encontrar problemas de ventilação que podem superaquecer seus HD’s.

Outra solução, esta bem menos conhecida, é com o uso das “dock stations USB3.0”.
São equipamentos que precisam apenas do encaixe de um ou mais HD’s para transformar sua forma de trabalhar, organizar seus arquivos e backups.

Acabou de chegar pra mim o modelo das fotos abaixo.

Ele permite o uso simultâneo de 2 HD’s SATA 3 num total de 6GB. Isto mesmo. Você pode ter disponível, ao mesmo tempo, um total de 6GB no seu notebook ou desktop, sem o stress de abrir e fechar cases. Sem ter que desligar computador e o melhor, você pode retirar e incluir um novo HD sem ter que desligar o computador ou o dock (hot-swap).

Apesar de não entender chinês (sim, o manual vem em chines) existe um botão para backup automático. Através do software que vem com ele você configura qual(quais) pastas deseja copiar e com o toque de um botão ele gerencia todo o processo pra você. O meu dock usb2.0 já fazia isso e é bem interessante.

É possível também habilitar o modo RAID que permite o espelhamento dos HD’s. Com ele é possível clonar os dados de um HD no outro (existe uma luz referente ao processo “clone”.

No mais, não foi preciso fazer nada. Apenas coloquei os 2 HD’s de 2TB cada dentro do Dock, liguei através de um único cabo USB3.0 e pronto, tudo reconhecido e funcionando rapidinho.

Com tudo funcionando, comecei a repensar minha forma de trabalhar.
Me imagino agora com meu notebook com usb3.0 disponível, em qualquer lugar do mundo, usufruindo da minha máquina sem me preocupar com espaço em disco. Poderei carregar quantos HD’s eu quiser junto comigo e ter muitos terabytes para backups diários ao clique de um botão. Poderei produzir nos momentos de espera (ou ócio mesmo) e usar todos os vídeos, áudios e fotos armazenados externamente acessando tudo muito rápido (10 vezes mais rápido) e sem sobrecarregar (lotar) HD interno do notebook.

Já imaginou poder copiar seus dados para 2 HDs ao mesmo tempo através de um notebook?

Quer ter velocidade e poder de armazenamento?
Considere a compra de um HD SSD para o seu computador.
Use ele para o sistema operacional e utilize os HD’s externos para armazenamento.
Seu computador vai VOAR!

Pense agora no aumento de produtividade enquanto você está no quarto de um hotel depois de um dia de trabalho e já poderá, com total velocidade e performance, editar seus vídeos, músicas ou fotos.

São muitas as possibilidades que a USB3.0 e este DOCK para HD’s pode trazer em seu benefício.
Considere este ou outro produto do gênero e boas produções!

Um abraço,

Daniel Farjoun
www.xyz360.com.br
www.danielfarjoun.com